Blog Droz Droz

A importância de alianças no mundo dos negócios

A importância de alianças no mundo dos negócios

Pensar em alcançar novos patamares e reconhecimento no mercado é o que muitas empresas almejam e se empenham para que aconteça. Seja um negócio online ou offline, algumas boas práticas auxiliam para que o reconhecimento e crescimento sejam mais rápidos e assertivos, principalmente quando falamos em alianças no mundo dos negócios

Quando paramos para analisar uma empresa, não são apenas os números que são minuciosamente examinados no meio corporativo, como também os resultados, planejamento, metas, colaboradores, inovação e parcerias. Afinal, grandes negócios contam com parcerias que fortalecem não só a marca como também trazem resultados a longo prazo. 

Exemplos como Disney+ e Pixar, Salesforce que recentemente adquiriu o Slack e o Facebook com Instagram e WhatsApp, ressaltam a força que boas estratégias e colaboração podem trazer, possibilitando resultados incríveis através de estratégicas alianças no mundo dos negócios, além de aumentar o portfólio do empreendimento. Mas você sabe o que são alianças estratégicas e como adotá-las em seu negócio? Continue a leitura para saber mais sobre!

Entenda o que é e como ter uma estratégica alianças no mundo dos negócios

Segundo uma definição da Setting Consultoria, as estratégicas alianças no mundo dos negócios são “acordos mutuamente benéficos firmados entre duas ou mais pessoas jurídicas”. Mas as estratégias vão muito além de acordos judiciais. Elas também podem ser acertadas com o objetivo de: 

  • Buscar um novo nicho de mercado;
  • Lançar um novo produto ou serviço;
  • Melhorar determinados processos internos;
  • Compartilhar recursos ou aumentar a vantagem competitiva. 

Além de entender os objetivos que levam empresas a firmarem alianças, é necessário também entender os tipos de alianças e quais são os benefícios que uma boa parceria firmada pode trazer para o seu negócio. São três os tipos de alianças: sem participação acionária, com participação acionária e joint-ventures. 

A aliança sem participação acionária é a mais comum e atua com as empresas trabalhando em busca de benefícios mútuos, sem participarem do capital uma da outra. Já a aliança com participação acionária é o oposto do citado acima. Nessas alianças as empresas parceiras firmam um acordo ao qual possuem participação mútua no capital. Por último, mas não menos importante, a aliança joint-ventures é caracterizada quando as empresas parceiras criam uma empresa totalmente independente e compartilham o lucro dela, investindo juntas lado a lado. 

O Droz além de se encaixar na aliança sem participação acionária, é uma ótima escolha para compor o portfólio do negócio. Por oferecer benefícios para a comunicação entre consumidor e time de atendimento, auxiliar na retenção de chamados, ter disponibilidade 24/7 e liberdade geográfica. Além disso, o aumento do faturamento e receita permitem que mais inovações sejam implementadas, dando escalabilidade ao negócio além de acesso ao mundo digital. Para saber mais sobre como o Droz pode ser um parceiro de sucesso, basta clicar aqui.  

Além de escolher a melhor aliança que se adapta à parceria prospectada pelo negócio, é importante analisar quais vantagens sua empresa pode ter ao se firmar uma parceria. Pensando nisso, listamos os benefícios que uma parceria de sucesso pode proporcionar!

 

  • Estude o mercado

 

O primeiro passo é estudar o mercado e saber identificar quais são as necessidades do cliente perante ao negócio e possibilidades de atuação. Saber olhar não só as demandas do cliente que já faz parte da carteira, mas também identificar as necessidades “soltas” que estão no mercado. 

Ao estudar e observar as carências que nenhuma empresa ainda ofereceu uma solução e que constantemente estão sendo mencionadas, auxilia a enriquecer o reconhecimento de resolução do empreendimento, se tornando uma nova fonte de soluções confiáveis para o consumidor. 

 

  • Conheça a concorrência

 

Observar os seus concorrentes e as parcerias firmadas pelo mesmo possibilitam uma visão do negócio, além de trazer ideias e a possibilidade de avaliação dos erros cometidos pelo outro. 

Além disso, ressalta quais são os melhores parceiros para fechar um negócio, olhando o que eles entregam, como entregam, o que oferecem, além dos valores praticados. Observar quais marcas estão abertas para parcerias e como é o seu posicionamento auxilia na escolha de qual é a mais parecida e adequada para criar laços e alavancar o negócio. 

 

  • Tenha uma comunicação clara

 

No mundo dos negócios é comum encontrar parcerias que não deram certo por falta de alinhamento na comunicação. Deixar claro o que se quer e espera é uma boa forma de estabelecer detalhes e evitar um mal entendido com o parceiro. 

Além disso, avaliar a linguagem utilizada nos canais é de extrema importância, para que a persona seja atendida de forma coerente com a marca e não exista atritos na comunicação direta. 

 

  • Feche um bom acordo

 

Colocar as “cartas na mesa” e evidenciar quais são os objetivos para se alcançar com o parceiro, fazem parte da aliança estratégica. Assim, ao decidir fechar a parceria é importante ter acertado quais são os deveres de cada um como também as responsabilidades. Um bom contrato contempla não só o lucro como também os resultados da parceria

Fechar uma parceria requer inúmeros detalhes e decisões, além de contar com uma empresa que realmente acredite e auxilie no crescimento. Quando for fechar a sua parceria de negócio, não se esqueça de avaliar todos os pontos positivos e também os negativos, buscando minimizar os erros e alcançar o sucesso!

Deixe uma resposta

Assine nossa newsletter